24 de mar de 2008

Música Cristã

E aÊ, povo! A partir desta semana estarei contribuindo com o blog, postando artigos, informações, novidades e lançamentos, dentro da música cristã, tanto nacional quanto internacional, considerando os mais variados estilos (rock básico, heavy metal, louvor/adoração, pop rock etc.)
Pra começar, gostaria de postar um texto que li há alguns meses no site Metal Blessing. É um texto muito interessante e espero que conduza à reflexão e à discussão saudável. O texto é meio extenso, mas vale a pena conferir.
Grande abraço a todos!
"Um cristão pode escutar música secular?"

Um cristão pode escutar música secular? Essa pergunta gera muitas opiniões e divergências. Alguns, mais extremistas, dizem que é pecado. Já outros, liberais, recorrem ao “nada a ver” como resposta. Devemos ter em mente que a Bíblia não fala sobre música secular. Esse debate “pode ou não pode” sobre música não existia na época dos escritores bíblicos. Mas, como acreditamos, a Palavra de Deus se renova a cada dia, e ela é nosso único manual de regras e práticas. Portanto, basta-nos lê-la e estudá-la com um pouco de atenção que teremos uma resposta.
A Comida consagrada a ídolos - Na primeira carta do apóstolo Paulo aos habitantes de Corinto, encontramos um conselho de Paulo acerca da “comida sacrificada a ídolos”. A cidade de Corinto ficava na Grécia, onde se encontravam altares para dezenas de deuses diferentes. Os cristãos que lá habitavam encontravam-se em um dilema, pois era impossível encontrar comida que não fosse consagrada aos deuses de lá. A dúvida era: “comer comida consagrada é pecado?”. Essa dúvida dos primeiros cristãos gregos é semelhante à que muitos cristãos têm hoje e que estamos propondo responder: “ouvir música secular é pecado?”.
Que nos responda o apóstolo Paulo:
Em relação aos alimentos consagrados a ídolos, sabemos que os ídolos não significam nada no mundo e que só existe um Deus. Pois, mesmo que haja os chamados deuses, quer no céu, quer na terra, para nós, porém, há um só Deus, o Pai, de quem vêm todas as coisas e para quem vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, por meio de quem vieram todas as coisas e por meio de quem vivemos. Contudo, nem todos têm esse conhecimento. Alguns, ainda habituados com os ídolos, comem esse alimento como se fosse um sacrifício idólatra; e como a consciência deles é fraca, fica contaminada. A comida, porém, não nos torna aceitáveis diante de Deus; não seremos piores se não comermos, nem seremos melhores se comermos. Contudo, tenham cuidado para que o exercício da liberdade de vocês não se torne uma pedra de tropeço para os fracos. Pois, se alguém que tem a consciência fraca vir você que tem esse conhecimento comer num templo de ídolos, não será induzido a comer do que foi sacrificado a ídolos? Assim, esse irmão fraco, por quem Cristo morreu, é destruído por causa do conhecimento que você tem. Quando você peca contra seus irmãos dessa maneira, ferindo a consciência fraca deles, peca contra Cristo. Portanto, se aquilo que eu como leva meu irmão a pecar, nunca mais comerei carne, para não fazer meu irmão tropeçar”. (I Coríntios 8:4-13)
O texto do apóstolo Paulo é auto-explicativo, mas vamos fazer algumas considerações acerca do que ele disse:
1 – Os ídolos não significam nada, sendo assim a comida é consagrada a algo não existente. Paulo começa sua instrução lembrando que os deuses a quem são consagrados os alimentos, na verdade, não existem: “sabemos que os ídolos não significam nada no mundo e que só existe um Deus”. Paulo estava querendo dizer que o ato de consagrar os alimentos a deuses é uma ação nula, pois não existem deuses para receber essas consagrações.
2 – Mesmo que existam deuses, nosso Deus é superior a eles. O próximo passo do apóstolo foi quebrar o medo dos coríntios dando-lhes segurança: “mesmo que haja os chamados deuses, (...) para nós, porém, há um só Deus, o Pai, de quem vêm todas as coisas e para quem vivemos”. Paulo citou ainda que tudo provém de Deus (inclusive os alimentos) e não de ídolos.
3 – Comer comida consagrada não é um sacrifico idólatra. Paulo diz que pessoas comem esses alimentos “como se fosse um sacrifício idólatra”. Paulo mostra que até os pagãos, que comem do alimento com intenção de oferecer adoração aos deuses, na verdade, estão apenas enganando a si próprios. E completa dizendo que o que contamina os pagãos é a “consciência fraca”. Mesmo porque, não existem deuses para abençoar ou amaldiçoar os que comem.
4 – Comer ou não comer não nos faz melhores ou piores. Paulo, então, após relembrar os cristãos de algumas verdades (vistas acima), dá sua opinião sobre o comer ou não comer: “A comida, porém, não nos torna aceitáveis diante de Deus; não seremos piores se não comermos, nem seremos melhores se comermos”.
5 – Advertência: Tomar cuidado para não escandalizar os fracos na fé. Após dizer que é permitido aos cristãos comer de comida consagrada aos deuses, Paulo os adverte para tomar cuidado em não escandalizar os novos convertidos: “Pois, se alguém que tem a consciência fraca vir você que tem esse conhecimento comer num templo de ídolos, não será induzido a comer do que foi sacrificado a ídolos? Assim, esse irmão fraco, por quem Cristo morreu, é destruído por causa do conhecimento que você tem”. Paulo concluiu dizendo que: “Quando você peca contra seus irmãos dessa maneira, ferindo a consciência fraca deles, peca contra Cristo”.
A música secular pode ser comparada como uma “comida consagrada a ídolos”. Como na antiga Grécia, onde em todos lugares se via alimentos consagrados, atualmente vivemos em um mundo rodeado de música! E não se engane pensando que você pode viver sem escutar música secular. Ela está presente nos filmes, nas novelas, em todos os programas de TV, nas rádios, na casa do seu vizinho, no seu emprego, na sua escola, nos restaurantes, nas pracinhas, ou seja: em toda a parte. A única forma de viver sem ouvir música secular é não viver! Façamos então a pergunta ao apóstolo Paulo: É licito aos cristãos ouvir música secular?
Seguindo as mesmas premissas usadas por Paulo:
1 – Os ídolos não existem e o Diabo é um derrotado. Esse mundo já foi condenado por Deus, o fato de você se abster de música secular é algo insignificante comparando-se com a quantidade de mal que praticamos dia após dia aqui. Tanto que a Salvação nos é dada pela Graça, pois nossas obras nesse mundo não encontram aceitação por parte de Deus como merecedoras de justiça. Existem cantores que consagram seus CDs a deuses (vemos muito disso no Brasil), mas como vimos no texto, são atos nulos, pois não existem deuses, não existem exus e Satanás está mais para um mal perdedor (daqueles bem humilhados) do que pra um Deus ostentador de poder que recebe sacrifícios e “abençoa” seus seguidores com fama e poder. A música secular em si não é amaldiçoada, pois não existem esses deuses para nos amaldiçoar.
2 – Mesmo que existissem esses deuses que recebem consagrações de CDs, sabemos que nosso Deus é superior. A Bíblia é bem clara ao dizer que não há encantamento contra o povo de Deus (Números 23:23). Se existe um demônio que pensa ter direito em nos causar dano, existe um sangue que nos cobre de todo mal e que nos torna justos, mesmos sendo nós ainda pecadores. Tudo proveio de Deus, inclusive a música. Vivemos por Ele e para Ele.
3 – Ouvir música secular não é uma oferenda ao capeta. Já ouvi diversas vezes pessoas dizerem que “o que não exalta a Deus, exalta o Diabo”. Isso é mentira! Usando a mesma forma de pensar afirmo então que mascar chicletes é louvor a Satanás, pois isso não louva a Deus. Paulo diz que as pessoas se contaminam porque pensam estar cultuando aos deuses, a comida em si (e nesse caso, a música) não é um louvor a Satanás.
4 – Ouvir ou não música secular não nos faz melhores ou piores. Isso é fácil de se ver hoje em dia. Quantas pessoas dizem de peito estufado que não ouvem música secular (e criticam quem ouve), mas são fofoqueiros, mentirosos, desobedientes? Eu conheço vários. Conheço também pessoas que admitem ouvir alguns cantores seculares e que possuem bom testemunho, zelo cristão e vida com Deus.
5 – Advertência: Tomar cuidado para não escandalizar os fracos na fé. A advertência de Paulo é muito importante e serve para nós. No Brasil, disseminou-se a idéia de que ouvir música secular é pecado (muito conveniente às gravadoras gospel, não?!). Muitas pessoas crescem aceitando isso como verdade. Devemos ter cuidado para não as escandalizar. Que edificação eu trarei aos meus amigos "novos-convertidos" se eles me virem fazendo algo considerado pecado para eles? Nenhum. Portanto, deve haver, também, bom senso. Pois, ouvir música secular pode não ser pecado, mas escandalizar nossos irmãos é!
Conclusão: Sei que esse texto não vai resolver a questão de uma vez por todas. Alguns dirão que comida e música não são a mesma coisa. Importante é que você faça sempre as coisas buscando discernimento do Espírito Santo que habita em ti. Se você já foi um “escravo” da música secular, não ouça. Seria o mesmo que dar um gole de vinho a uma ex-alcólatra. Se você não sente paz consigo mesmo ao ouvir música secular, não ouça. O Espírito Santo têm seus caminhos. Existem pessoas que são maduras o suficiente para não se deixar influenciar por uma letra de música, já outras, cometem até suicídio. Haja com diligência. Algo que tenho para mim é que não estamos mais debaixo da Lei, e sim da Graça. Pela Lei, analisávamos as questões pelo “certo” ou “errado”. Não estamos mais sob o julgo da Lei, a Graça nos libertou. Devemos então analisar as questões por outro prisma: “é lícito ou não?”, “isso me convém ou não?”. Assim, agiremos conforme o que a Bíblia nos ensina e teremos paz com nós mesmos, sem julgar os outros de opinião (e situação) contrárias.
Texto escrito por Eliel Vieira para o site Metal Blessing.

2 comentários:

  1. 1° post do Bruno e já vem com uma BOMBA.

    Cara achei muito bom a matéria, gostei muito mesmo, esse site que tu pegou deve ser muito bom mesmo.
    Concordo com o ponto 5, devemos cuidar para não escandalizar as pessoas que são contra.

    Gostei muito mesmo.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Bruno!!

    Primeiro Post!

    Show de bola o post!

    É isso aí a idéia não morreu, o Blog da Jec continua vivo como nunca!!!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Posts