31 de mar de 2010

Não foi um coelho que morreu por você.







































Não tenho nada contra coelhos e muito menos contra chocolate. Também não tenho nada contra essa tradição de que um coelho que põe ou faz ou sei lá como ele arranja os seus ovos de chocolate. Mas na boa, o que esse coelho tem a ver com a morte de Cristo?

Dei uma olhada na Wikipédia e vi que essa história de coelho e ovo vem da cultura pagã (povo que cultua outros deuses). Para eles ovos e coelhos tem significado de fertilidade. Tá, entendi, mas como isso veio parar na nossa Páscoa?

Foi no momento de maior conforto e sossego do início do cristianismo, quando Constantino (que era pagão) querendo ser imperador de Roma, mas sem muito apoio, viu nos cristãos que já eram muitos, mas ainda perseguidos, uma forte arma para conquistar o trono. Sendo assim, disse que num belo dia se “converteu” e que iria tirar o povo da perseguição. Os cristãos cansados de ser comida de leões não pensaram duas vezes, apoiaram o Mr. Consta.

Aí a religião oficial do império de pagã virou cristã, e para não serem perseguidos os pagãos assumiam ser “cristãos”, mas não deixaram de suas tradições e cultos pagãos e isso aos poucos foi entrando na cultura cristã. E hoje virou isso uma praga que se multiplica como coelho, enchendo os corações de outras coisas e desviando o olhar do verdadeiro sentido da Páscoa. Prova que não é por lei ou força que uma pessoa vira um cristão.


Páscoa é a celebração da ressurreição de Cristo depois de morrer na cruz pela humanidade. É isso. Simples, porém nada comum ou de pouca importância. Afinal ele morreu por nós (leia-se amor) e por nossa culpa (leia-se pecado que nos condenaria a morte eterna).

Agora imagine...
você ser pregado numa cruz depois ser espancado, suas roupas rasgadas e sorteadas por quem te espancou, o povo todo debochando de você e se já não bastasse isso, todo o pecado do mundo (das simples mentirinhas aos hediondos crimes) entrou em você que nunca pecou, e o que era culpa de todo mundo agora é só sua. Mas por amor você continua, acredita que vale a pena todo esse sacrifício. Morre, vence o pecado, a morte, e 3 dias depois ressuscita. Algo assim é inesquecível, você imagina, mas anos mais tarde você vê que um coelho é mais legal que você, afinal ele dá chocolate para as pessoas. E aí, você acharia justo?

Reflita nisso e experimente algo novo: 





Nessa páscoa não fique apenas no chocolate, prove também o doce sabor do Cordeiro de Deus.

“João 6.54 Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.”

Santo Porre























Se você fez um compromisso, ao menos honre-o.
Se você optou por alguma coisa, faça direito porque a escolha foi exclusivamente sua.
Se você não vive de acordo com o que se comprometeu e escolheu, pare de se dizer algo que não é, é muito mais digno.

Quem quiser beber, bebe, quem quiser fumar, que fume, quem quiser pegar geral, sai pegando, é muito simples. Só não sai pagando de santo depois, faça o que quiser, mas faça de cara lavada! É muita cara-de-pau de muita gente sair por aí tomando porre e qurendo viver a vida "baladeirinho(a)" em nome de Jesus. Deixa o cara de lado!
Não tenho nada contra quem quer fazer certas coisas, nadinha, cada um tem sua vida e suas escolhas e ninguém tem o direito de interefeir na escolha de cada um, mas a questão é justamente essa: escolhas.
Se um dia você se comprometeu a fazer diferença, mas está sendo simplesmente igual ao resto do mundo, você acha mesmo que seu compromisso vale de alguma coisa? Se nos lugares que você anda indo, as suas baladas de fim de semana, você anda sendo apenas mais um igualzinho ao resto, me desculpe, mas é melhor você renunciar seu compromisso.

Acho que Jesus ralou demais por aqui pra depois ter seu nome tão banalizado por atitudes tão imaturas.

Muita coisa não está na biblia com todas as letras que criamos na modernidade, acho que na época ainda não existiam, as palavras maconha, malboro, cocaína, absolut, insira aqui o nome do inferninho que você gosta ........, e afins. Mas a questão é a coerência que você tem com suas escolhas, com o que você diz acreditar e viver por aquilo. Se tornar igual é fácil, ter prazeres deliciosos momentâneos "sem referência bíblica" também, difícil é honrar seu compromisso e ter dignidade no caminho pelo qual você decidiu andar.
E o pior é que tem gente que ainda convida outros pra cair no buraco junto!

Não basta ter um caminho, precisa ter dignidade ao percorre-lo.

Isso aqui não é nenhum disrcurso moralista, é realista.
Todos nós erramos e tropeçamos. Mas quando isso é intencional e na cara dura só porque o trouxa lá de cima vai te perdoar, aí a história já é outra. Erro consciente é burrice!
Acontece com todo ser humano, mas qual tem sido a fequência, motivação, causas e intenção?

Estamos na geração que descarta o "não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus" (rom 12:2)

Ontem vi pela milésima vez um dos meus filmes favoritos, "8mm" com o Nicolas Cage, e uma das falas que eu mais gosto é quando um funcionário da indústria pornográfica indaga sobre o que o personagem principal acha sobre a sujeira da pornografia ilegal, ele diz que não se excitou de forma alguma, mas que não o chocava mais, e nessa hora o funcionario disse: "tá vendo? eles já estão entrando em sua mente."
Você sabe que é errado mas está lá cheirando o que é risco? Sabe que não quer mas já tá tudo "normalzinho"?
É, já estão fazendo sua cabeça...

Jesus levaria seus amigos onde você está levando?
Em qual copo Jesus pararia?
Jesus trataria o menininho(a) da forma que você trata (na base do beijo e sexo)?
Jesus sentiria prazer de ir em alguns lugares que você sente prazer?
Com que intenção Jesus estaria onde você está? 

Texto de Amanda Cardoso

30 de mar de 2010

Eu amei um homossexual!!!













Eu tinha aproximadamente 17 anos, quando eu tive minha primeira experiência com um homossexual, lembro-me como se fosse ontem, eu ia pegar um ônibus para ir até minha igreja, como eu fazia todos os finais de semana. Era por volta das 18h00 e meu ônibus sairia em 30 min, foi quando eu avistei um senhor bem vestido e muito simpático, ele não tirava os olhos de mim, eu estava sentado em um banco perto do ônibus e ele mais afastado, quando ele começou a piscar para mim. Lembro que fiquei bastante constrangido, mas tomei coragem e o convidei para se sentar ao meu lado. Prontamente ele atendeu ao meu pedido, ele já veio logo segurando na minha mão, e começou a tocar no meu cabelo. Pois com o mesmo sorriso que o chamei eu falei para ele o seguinte:

_Tudo bem com você? Meu nome é Robert, qual é o seu nome?

_ Eu me chamo Marcos! Ele respondeu sorridente.

_Pois é eu só te chamei aqui porque eu queria que você soubesse que eu sou muito feliz!

Falei com um tom meio ousado.

_Eu já sei, você é feliz porque você tem muitos amigos assim “como eu”, por isso você é alegre!

Ele respondeu todo empolgado.

_Não exatamente, na verdade eu sou muito feliz, porque um dia eu fui “lavado e remido pelo sangue do Cordeiro”. É sobre Ele que eu gostaria de te falar.

Respondi com firmeza.

_A não!!! Você é crente? Só me faltava essa…

Ele respondeu tirando as suas mãos de mim, e um tanto indignado.

Como em nenhum momento eu demonstrei algum tipo de preconceito, e eu queria conhecer a sua história, conversamos sobre a sua vida e também sobre a bíblia.

Interessante foi eu estar levando minha bíblia na mochila, uma Thompson antiga, ou seja, uma bíblia enorme. À medida que passava um amigo do Marcos ele dizia:

_O Fulano, vem aqui esse é o Robert, ele é crente e não tem preconceito, ele quer falar sobre a bíblia com a gente.

Naquele domingo eu não fui para o culto na igreja, eu fiz meu próprio culto em um banco de rodoviária cercado de vários homossexuais, alguns sentados ao meu lado e outros sentados no chão, eu com a minha bíblia gigante no colo, as pessoas que desciam dos ônibus, ou passavam por lá paravam para ver o que estava acontecendo. Não me preocupei em falar sobre salvação, pois todos eles já conheciam a respeito de Jesus, eu apenas falei sobre o amor e graça de Deus, muitas sementes foram plantadas naquela noite.

Ao chegar em casa, eu chorei muito na ora de orar para dormir, o grande vazio e os valores distorcidos daqueles homens, me tocou profundamente. Eu questionei, porque nós cristãos nos calamos tanto para essas pessoas? Porque eles diziam que eu não tinha preconceito? Qual era a visão de um homossexual para com a igreja, e qual a visão da mesma para com eles? Porque nós cristãos nos fechamos para essas pessoas?

Deus me respondeu que eu poderia e deveria amar um homossexual, pois só através desse amor ele poderia se encontrar em Deus.

Talvez você esteja pensando agora: Seria correto eu subir no púlpito de uma igreja e dizer que eu amo um homossexual ou uma prostituta?

Nos meus vários anos de experiência com rê-socialização, e missões noturnas, eu descobri não só na teoria, mas na prática que se não houver amor, nunca haverá recuperação, pois somente o amor verdadeiro, aquele que vem do alto, de Deus, o que não se limita à raça crédulo ou sexualidade definida, é que pode trazer um homem novamente ao convívio da sociedade.

Ele ama incondicionalmente, mesmo quando nós não o merecemos, Ele ainda chora por nós, e sofre as nossas dores, porque ele odeia o pecado, mas sempre amou o pecador.

Eu não tenho problema algum em subir em um púlpito para dizer em alta voz que eu já amei, e ainda amo um homossexual, isso porque eu conheci um cara que não teve vergonha de subir nu em uma cruz, só para dizer que ama os homossexuais, os pedófilos, as prostitutas, os ladrões, os drogados, entre outros pecadores como eu e você.

Ainda hoje eu tenho muitos amigos, que cultivei nas ruas e nos prostíbulos, são eles travestis, prostitutas, drogados, alcoólatras, mendigos, clientes das drogas e da prostituição, verdadeiros desgraçados como eu, com a diferença de que eu fui alcançado pelo favor não merecido da parte de Deus. Isso não me torna mais ou menos amado por Deus, mas me da o privilégio de poder abençoar essas pessoas que também são queridas do Pai, quem os coloca à margem da sociedade somos nós, Deus os coloca como a coroa da criação a imagem e semelhança dEle mesmo.

Durante minha caminhada cristã eu percebi falhas em meu caráter, principalmente quando eu rotulava essas pessoas sem conhecer suas histórias de vida, talvez você se identifique com uma dessas falhas, e Deus esteja te chamando para um relacionamento mais profundo com Ele.

Descobri que se eu amo pessoas que supostamente tem uma vida santificada semelhante a minha pseudo-santidade, eu não passo de um homossexual gospel, tão somente porque a principal característica de um homossexual é que ele ama alguém do mesmo sexo, ou seja, alguém que se parece com ele. Se eu só quero amar meus irmãos da igreja, eu sou um homossexual gospel porque eu escolho amar quem é igual a mim.

Quando eu me encontro dentro de um sistema religioso, que nunca me permite enxergar a dor, os sofrimentos e as grandes desgraças do mundo e de quem esta ao meu lado, e eu me vendo para esse sistema, em troca de promessas que Deus nunca fez ou faria, quando quero buscar apenas bênçãos pessoais, eu não passo de uma prostituta gospel, pois eu nunca serei resposta para as mazelas do mundo ou voz contra injustiça, no lugar de lavar minha alma no sangue do Cordeiro, não somente para ser abençoado, mas para abençoar, eu lavo minhas mãos como Pilatos, nas águas sujas de um sistema religioso corrupto, que me ensina a buscar somente as bênçãos do Pai, mas muito pouco, o Pai que me dá essas mesmas bênçãos.

O interessante é que nesse sistema eu posso ser uma prostituta gospel, mas a prostituta de verdade sempre vai ser uma meretriz, o gay um sodomita efeminado, o mendigo um morador de rua beberrão, a imagem e semelhança de Deus será sempre atribuída aos que foram alcançados pela graça sublime, ou aos líderes religiosos que são semi-deuses na terra. Daí a razão de serem prósperos em tudo.

Descobri ainda que quando eu vou para uma igreja com o intuito somente de cantar desesperado, levantar minhas mãos e chorar, ficar anestesiado e entorpecido pelo chamado louvor espontâneo ou louvor extravagante, eu sinto muito mesmo, pois nós precisamos rever nossos conceitos sobre louvor e adoração. Quem sou eu para questionar a forma como se louva, acredito que essa função é dada ao Espírito Santo, o problema é que biblicamente nós adoramos a Deus com atitudes e não somente com cânticos chamados espirituais, se eu não vivo o que eu canto essas expressões de louvor são apenas uma grande viagem, uma ilusão. Quando isso ocorre, eu não passo de um drogado gospel.

Se eu sirvo a Deus, somente com o intuito de ganhar dinheiro, seja através de uma fé genuína ou ainda por formas escusas, através do evangelho de uma falsa prosperidade, este mesmo que você esta pensado, este que tem arrastado milhares de cristãos para o inferno do capitalismo. Eu com certeza sou um mendigo gospel, pois eu não entendo que sem o próximo não existe Evangelho do Reino, e que viver somente de prosperidade seja qual for a área que se aplique ela, na verdade é viver de migalhas e esmolas espirituais, o que Deus quer nos dar em termos de qualidade de vida é muito maior que ouro e prata, não depende e nunca dependeu dessas coisas ou de uma vida cheia de grandes vitórias e glórias, se Deus tem te prometido somente essas coisas, acho que estamos falando de deuses bem diferentes. Ter um relacionamento íntimo e profundo com o Criador, essa é a verdadeira prosperidade.

Ame incondicionalmente e com certeza você entenderá porque Deus te trouxe para este mundo, e assim será mais fácil você fugir desse mundo gospel.

Hoje eu oro pelo Fábio (Travesti que atende pelo nome de Yasmin), pelo Edílson (ex-presidiário que é soro positivo, contraiu HIV após ser violentado sexualmente na cadeia), pela Claudette (se prostitui para sustentar o vicio de merla e crak), pelo Mário ( perdeu o senso da razão e é tido como louco, porque mora a mais de 20 anos nas ruas), entre outros muitos que eu poderia citar, pessoas maravilhosas que o próprio Deus me deu o privilégio e a honra de poder amar e abraçar como verdadeiros amigos.

Perdoe-me se isso te incomoda, talvez Mateus 25:31-46 esteja rasgado ou riscado em sua bíblia, para não te incomodar também.

Se você entende o que é Graça, e como ela somente inclui, não exclui, meus parabéns!

Você esta apto para viver os valores e os conceitos do Evangelho do Reino de Deus, baseado no texto bíblico citado de Mateus, aproveite e tire um tempinho para ir visitar Jesus Cristo em um hospital, em uma prisão ou qualquer outro lugar onde as margens da sociedade se concentram.

É legal quando nos lemos João 3:16 na ótica de I João 3:16.

Para encerrar, sempre que eu vejo um homossexual seja um homem ou uma mulher na rua ou em qualquer lugar, eu fico muito tocado e faço sempre à mesma oração:

“Pai eu te peço, por favor, se eu tiver filhos, não permita que um deles se torne um homossexual, mas eu entendo que cada um escolhe seu próprio caminho e dará conta de si a Deus, como eu ouvi muitos exemplos de travestis que se diziam filhos de pastores ou filhos de crentes.

Pai se um filho meu escolher este caminho, ensina-me a amá-lo como o Senhor ama a todos nós…”

Robert Itamar Alves da Costa
JOCUM Rio de Janeiro

29 de mar de 2010

Caso Nardoni. E agora? Perdoar ou não?

















“É claro que não, isso não tem perdão!” você pode estar pensando. Realmente foi horrível, disso não há dúvida. Tanto é que foram condenados a muitos anos de prisão.

Mas se você é cristão esse versículo vem de encontro a você:
"Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso pai vos perdoará as vossas ofensas." Mateus 6:14,15

Uma frase tão forte como um soco no estômago, não é mesmo? Mas por que Jesus disse isso? Simples, por que para ser um cristão, ou seja, um seguidor de Jesus, temos que imitá-lo.

“Se vocês me amam, obedecerão aos meus mandamentos.” João 14:15

Ainda está difícil de engolir? Vamos lá!

Se olharmos na bíblia, Jesus em diversas passagens perdoa pessoas imperdoáveis para as pessoas da época e também para nós no dia de hoje. Um exemplo disso é a passagem de Lucas 23:43, onde Jesus perdoa um bandido condenado à cruz:  “E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.”

Mas como que alguém tão correto como Jesus poderia perdoar alguém assim? Simples, por que todos nós pecamos, e o pecado gera morte eterna. Sendo assim, independente do tipo pecado, todos nós estávamos condenados a morte eterna. Seja por cobiçar a mulher do próximo ou assassinar alguém.
O amor perfeito de Jesus não fez e não faz acepção de pessoas, até por que pela ótica do pecado somos todos iguais: pecadores. Por isso ele não mediu, não comparou. Jesus simplesmente se entregou por toda humanidade.

E eis que a partir de sua morte tudo se fez novo. Hoje, graças a Cristo, todos, independentes do que fizeram, ao se arrependerem e aceitarem que Cristo morreu por seus pecados estarão perdoados.

Ainda está difícil de aceitar isso? Também deve ter sido difícil para Jesus aceitar o desafio de morrer por pecadores como nós. Mas ele aceitou. =)

Siga-nos













Siga nosso blog no Twitter @amorgeraatitude

Tirinhas...






















26 de mar de 2010

Fique atento!

Sempre tem um Agente Moita perto de você!

25 de mar de 2010

Tem muita coisa boa na net.


Vale muito a pena conhecer e a maioria tem twitter para você seguir!


http://www.lovesa.com.br/
http://www.proibidopessoasperfeitas.com/
http://www.alternativasete.com/
http://solomon1.com/a/
http://www.sexxxchurch.com/
http://www.avalanchemissoes.org/
http://6emeia.com/bigwall.php

Conheça a Capela Sistina sem sair de casa.

Pelo twitter recebi esse link para ver a Capela Sistina em uma foto em 360º. É animal ver "de perto" hehehe obras dos maiores pintores da história. Destaque para o teto pintado por Michelangelo, e o cara pintou tudo sozinho! "É difícil acreditar que tenha sido obra de um só homem, pois dispensara os assistentes que havia contratado inicialmente, insatisfeito com a produção destes" Wikipedia. Vale a pena dar uma olhada.

24 de mar de 2010

"Eis que faço nova todas as coisas."
















Essa belíssima ideia que eu achei num Blog Chinês além de ser uma ótima ideia para as suas revistas decorarem o seu quarto me fez lembrar o versículo que está no título do post. A imagem é meramente ilustrativa como dizem as embalagens e comerciais, mas Jesus veio realmente para isso, mas numa escala humana. O filho de Deus veio para salvar o homem da morte, dar novo sentido a vida e mudar para sempre a história daquele que o recebe. Pense nisso.

De saco cheio?


















Vá dar uma corrida, pegar um onda ou quem sabe... 
Dar rolê de Skate* Clique e veja um vídeo para te inspirar!!!!

*Vídeo direto do blog da Etnies.

Sermão em 3D













Estava dando uma visitinha no G1 e encontrei uma notícia meio inusitada. Um canal de TV Católica dos EUA está colocando em sua programação uma série de sermões em 3D. Segundo ela, essa é uma forma de atrair os jovens para a palavra de Deus. Será mesmo? Será que no decorrer do tempo o Espírito Santo foi perdendo a força a ponto de precisar de uma ajudinha high tech? Duvido muito. Talvez a questão não seja usar algo jovem para poder falar com jovem. Para atrair os jovens é necessário entende-los, ouvi-los para aí sim conversar com eles. Assim como qualquer ser humano, jovem não é uma espécie de esquilo ou qualquer outro bicho que você poe algo colorido ou saboroso que ele logo vem. Uma pessoa não precisa usar gírias ou qualquer outro artifício para falar comigo, se ela tenta me entender e mostra respeito pelo que sinto, é só ela ser ela mesma que irá funcionar muito mais do que botar um óculos 3D na minha cara e um pote de pipoca na minha mão.

 O que você acha disso? Concorda, discorda, dê sua opinião.  =)

23 de mar de 2010

Você Conseguiria?

“Portanto, não se envergonhe de testemunhar do Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro dele, mas suporte comigo os meus sofrimentos pelo evangelho, segundo o poder de Deus.”
2 Timóteo 1.8


Muitas vezes passa pela nossa cabeça algo como isso: "Ah.. Acho que não vou no culto hoje, to meio cansado, não sei ainda" ou alguma coisa do tipo: "JEC hoje..? será?..vou pensar". O que acontece é que nós não se damos conta da ENORME liberdade de culto que o nosso pais possue.
Realmente não damos valor nenhum a isso pois não temos idéia, não sentimos e muitas vezes nem se quer nos compadecemos do que os nossos irmãos em outro paises passam por amarem a Cristo. Agora pouco li uma notícia de um casal que foi torturado por não abandonar a sua fé.
"...Arshed Masih, 38, ainda luta por sua vida no hospital Família Sagrada em Rawalpindi, próxima à capital do Paquistão. Com a ajuda da polícia, extremistas mulçumanos o queimaram vivo por nao se converter ao islamismo, e abusaram sexualmente de sua esposa". Tudo isso bem na frente dos seus filhos. As vezes em reportagens, noticias ou historias como essa eu me pergunto: Será que nós realmente iriamos resistir até o fim? Se alguém começasse a enfiar uma agulha embaixo do seu dedo indicador, te queimar, torturar você, apenas para ouvir a frase dizendo que você nega a Jesus você iria resistir? Temos que ter a nossa vida firmada na verdade, na rocha de Cristo, temos que acordar de uma vez por todas, sair da zona de conforto realmente dar uma chacoalhada em nós mesmos, dar valor a morte de Cristo na cruz, dar valor ao sangue derramado por Ele. O tempo é próximo, daqui a pouco Jesus volta.

Mateus 10:33 Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.

22 de mar de 2010

Rodox - O começo e o fim da banda

Depois de um post do Alternativa sete, blog do mais novo brother Fernando Matias, eu comecei a ouvir o som do Rodox. Essa foi a banda que o Rodolfo Abrantes criou depois que saiu dos Raimundos. Recém convertido e no gás do primeiro amor, Rodolfo se juntou com uns caras bons de som, mas em uma sintonia diferente da de Rodolfo. Ouça aí a música Cego de Jericó do Rodox no Lual MTV e se tiver afim leia abaixo como começou e terminou a banda.



[Rodox surgiu em 2001 quando Rodolfo, vocalista dos Raimundos comunicou sua saída da banda. Rodolfo, depois de sair dos Raimundos, no auge da carreira, sumiu por um tempo do cenário musical. Muitos pensavam que ele não iria mais tocar, mas por esse período ele estava compondo, tocando e gravando junto com o Dj Bob.

Tom Capone foi chamado para produzir etocar, e para a batera foi chamado o Fernando Schaefer (ex-Pavilhão 9 e Korzuz). Em cinco dias, nascia Rodox.

A banda foi rotulada por alguns como New Metal, em virtude da faixa que abre o cd, "Olhos abertos". Mas nas faixas seguintes todo mundo poderia ver hardcore. No cd também existem reggaes pesados ("Continuar de pé"), baladinhas ("Quem tem coragem não finge"), hip hop com rock ("3 reis", dividida em 3 vocais, Rodolfo, o rapper Xis, e Marcelo Falcão, do Rappa). Rodox estava nascendo, com sons que arrasam quarteirões e letras que dão conselhos, todas compostas por Rodolfo Abrantes.

Rodox saiu em turnê, fazendo shows e atraindo fãs. O cd de estréia, batizado de "Estreito", deu origem a 4 músicas de trabalho, "Olhos abertos", "Dia quente", "Quem tem coragem não finge" e "De uma só vez".

Depois de vários shows bem aproveitados pela banda, e do segundo álbum homônimo gravado, veio a notícia que Pedro Nogueira, o guitarrista da banda, anunciou sua saída do Rodox por insatisfação musical, já que hardcore não é a sua praia.

Rodox perdeu um integrante e amigo, e entrou um novo guitarrista, Marcelo, do Dick Vigarista. Tudo parecia resolvido quando Patrick Laplan (ex-Los Hermanos) anunciou também a sua saída do Rodox, afirmando não estar 100% na banda. Rodox continuou com seus shows, com Marcelo e Marcão assumindo o baixo. Com o passar do tempo rolaram muitos boatos no fórum da banda sobre uma possível reunião de Rodolfo e Canisso, que havia deixado os Raimundos. A nova música de trabalho, "Foi Bom Esperar", já contou com Canisso no clipe.

Sábado, 7 de agosto de 2004, foi realizado o último show do Rodox, no Rock in Rio Café de Salvador, na Bahia. Lá pela quarta música Fernandão literalmente "chutou" a bateria, tendo a banda inteira saído do palco. O baterista retorou algum tempo depois para pedir desculpas e comunicar que tudo estava acabado.

No dia seguinte, apareceu no fórum da banda a mensagem abaixo, creditada ao baterista Fernandão:

"O Rodolfo resolveu semana passada sair da banda pegando todos de surpresa... já estávamos com o clipe de 'Segue a Linha' pronto e 12 músicas instrumentais esperando os vocais... que nunca apareceram. Não entendíamos o porque. Todo mundo dando um puta gás e nada acontecia da parte dele. Aquela bosta que a gente fez na Bahia foi só para cumprir a agenda. Tava todo mundo muito puto. No meio do show senti que não havia sentido algum da gente estar ali e já que era para acabar a banda não tinha nada a ver ficar com tanta hipocrisia com os nossos fãs. Então, mais uma vez, minha batera foi dar um rolê pra baixo do praticável. Não tenho absolutamente nada contra o Rodolfo, só que realmente não dava mais pra banda continuar dividindo o palco com um vocalista completamente diferente de todos principalmente no que se refere a crenças, religião, gosto musical e estilo de vida... então tá tudo certo, foi bom pra todo mundo enquanto durou e agora que acabou também. Tá falado...".

Comentando o fim da banda Rodox anunciado a alguns dias, Rodolfo publicou a seguinte carta no site:

"Aos fãs e freqüentadores do site, em primeiro lugar, muito obrigado por esses anos juntos. Agradeço à Deus pela oportunidade de falar da sua preciosa palavra através das músicas do Rodox. Montei esse projeto com o objetivo de levar a mensagem de cristo às pessoas que ainda não o conheciam. Nunca usei o termo "banda gospel" por dois motivos simples:
1: O preconceito que seria uma barreira para a mensagem 
2: Por ser o único na banda a ter o evangelho como prioridade
Convidei pessoas não-crentes para fazer parte, por acreditar que elas também seriam alcançadas, o que não aconteceu. Ninguém “enfia” Jesus goela abaixo dos outros. É preciso querer e na banda infelizmente ninguém quis. Não estou acusando ninguém de nada pois da sua vida cada um dá conta. Naturalmente com o passar do tempo as diferenças se acentuaram o que gera dispersão de objetivos, comportamento, convivência, etc...
Na minha opinião, uma banda que tem atitude não é a que toca mais pesado, mais rápido ou a que tem mais cara de mau (se não for real não engana ninguém) e sim a banda que vive o que prega e nesse ponto o Rodox sempre deixou muito a desejar. Atitude hipócrita com os fâs é subir num palco só pela grana, é fazer parte de uma banda que não concorda com a mensagem que ela mesma canta.
Realmente sou diferente de todos ali dentro, cada dia mais. Entreguei minha vida a Cristo sem reservas, minha prioridade é servi-lo levando muitos ao arrependimento e salvação através da sua palavra, mesmo que isso gere retaliações, calúnias, acusações como se tem visto aqui mesmo no site. Aliás me impressiona como pessoas que ontem me defendiam e me abraçavam mudaram de idéia tão rápido. Mas eu sei como funciona, basta uma idéia errada. Realmente não me importa nem um pouco o que pensam de mim, me importa o que Deus pensa de mim. Nada vai me parar.
Eu comecei a banda e eu mesmo tomei a decisão de parar com os trabalhos (o que não significa acabar com nada), pois realmente do jeito que estava não dá pra continuar. Deus é santo e assim tem que ser tudo o que levar o seu nome.
Pra terminar queria dizer que ao contrário do que o Fernandão disse a respeito de músicas novas, existem 3 delas que estão gravadas e ficaram demais. Peçam com jeitinho que ele libera em mp3.

A vida continua e quem está na linha vai seguir.

Que Deus abençoe a todos.

Rodolfo Abrantes, servo do Deus altíssimo. Balneário Camboriu, 09/08/2004".]

O Livro de Eli

Domingo fui ao cinema ver O livro de Eli. 
O filme rola num cenário pós-apocalíptico onde o sol matou quase toda a humanidade. Estrelado por Denzel Washington, o filme é repleto de cenas de ação, tiros, golpes e cenas de lutas incríveis. Mas em meio a Milk Shake de Ovomaltine, uma barra de Shot e muita Coca-cola o filme me surpreendeu deixando um versículo vivo na minha mente: "Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto."Isaías 55;6. Não vou contar o filme para vocês, vão ao cinema e assistem. Vale a pena!  =) de

Para saber um pouco mais sobre Denzel Washington e sua posição cristã, veja o post do Solomon1...

19 de mar de 2010

Por Você.

 Pão Diário, 16 de março.

   A última semana de vida de Jesus foi muito intensa. Entra em Jerusalém, aclamado como rei por um povo descomprometido e carente de sua graça, sem dela se apropriar. De lá, vai para o tempo, onde confronta a atitude religiosa gananciosa que iludia e aprisionava. Fala, então, do fim da vida, da autoridade política, da ressurreição, do maior mandamento, do que significa um coração convertido ao Pai, do tipo de atitude de amor que ele espera. Ao reunir-se com seus discípulos para  festa da páscoa, se antevê como cordeiro a ser entregue, pão a ser partido sangue a ser derramado. Pão e vinho o remetem à morte que salva. Os discípulos ouvem, mas não entendem. Amizade se misture à traição. Logo, um jardim se converte em cárcere lugar de luta e dor. Luta com o Pai, luta contra as forças do mal, luta com sua humanidade, luta pro toda a humanidade. Preso, mas não derrotado, Jesus é humilhado e espancado. Levado perante autoridades humanas que ironicamente tem o poder sobre sua vida, é como ovelha diante dos matadores. Pilatos não suja as mãos, suja a alma inquieta. Soldados o vestem com roupas reais em zombaria. Espinhos por coroa e cruz por trono lhe são dados. De lá, ainda governa, sem forças, sem pompa, mas com poder redime o criminoso arrependido, perdoa os que nem sabem o que fazem e despede-se do mundo onde vivera como homem por 33 anos.

   No momento maior de dor, a do espírito supera a dor do corpo: “Deus meu porque me desamparastes?”. A sensação de abandono do Pai era por causa dos nossos pecados que ele levava sobre si o cordeiro de Deus estava morto, seu sangue derramado. A vida e a salvação foram dados. Três dias de sombra não o detem e, no domingo seguinte ele ressurge dos mortos, vivo e triunfante, cheio da glória de Deus. Esperança de vida, garantia de perdão realidade da graça e do amor de Deus. Tudo isso por amor a min e a você. Como será esta sua próxima semana?

Cristo não foi morto. Ele se deixou matar. Ele morreu por amar você.

Existe cura para CRACK? SIM!

É assustador o poder que o Crack tem. Capaz de destruir uma vida em pouquíssimos anos, levando para o buraco famílias, carreiras brilhantes, saúde perfeita e tudo que é bom.


Mas o quê devemos fazer? Dizer para se afastar dessa droga? Sim, mas só da droga e não do dependente. Pois não é a sua distância que vai impedir que o Crack avance, e pelo que temos visto ele tem poder para te atingir de outras formas, atingindo alguém que você ama ou qualquer dia desses uma pessoa possuida pelo vício, para não dizer outra coisa, poderá te assaltar ou fazer algo pior.

O Crack é uma epidemia, mas quem foi impactado por Jesus Cristo tem a cura para esse mal. E essa cura é o amor. A JEC (Juventude Evangélica de Campinas - São José/SC) está com um trabalho social em parceria com a Casa de Recuperação Leão de Judá(Palhoça-SC). Uma casa simples, e que vive de doações. Cordenada por ex-dependentes, a casa recebe todo mês a nossa visita na 1ª e 3ª segunda-feira. Levamos uma palavra bíblica, música, alimentos e também uma pequena ajuda em dinheiro.

Além disso fazemos sanduíches ou sopão para distribuir no Centro de Floripa, conversar com os dependentes e encaminhá-los a casa de recuperação. Nossa intenção não é divulgar um igreja ou religião, nosso objetivo apresentar para as pessoas um Deus real, que está vivo e que ama todos nós.

Se você quiser participar, ajudar ou dar dicas é só comentar. =)

Se você mora na Grande Floripa e quer nos visitar, nossas reuniões são aos sábados às 19h30 aqui:

Exibir mapa ampliado
Ocorreu um erro neste gadget

Posts