16 de ago de 2010

Quem é Evangélico Evangeliza!

"A falta de compromisso com a evangelização na vida pessoal, é um sinal de pouco ou nenhum discipulado, e um indício de que outras coisas vão muito mal na vida espiritual do cristão. Quem foi discipulado e aprendeu a obedecer todas as coisas que o Senhor Jesus ordenou, esse evangeliza, a tempo e fora de tempo, com todas as estratégias e recursos de que dispõe!"

Rio, 13 de janeiro de 2010.


Liguei para meu amigo Dnardo, e para meu irmão Rodrigo para marcar o encontro a fim de escrevermos letras de música, trocar um papo furado e etc. O lugar escolhido foi o beco das sardinhas, mas deveríamos nos encontrar na praça XV, no centro do Rio mesmo. Cheguei, e como sempre meu irmão não tinha chegado, fiquei conversando com Dnardo sobre inspiração de Deus nas letras de música e depois sobre Evangelização. Em um determinado momento, falamos sobre um homossexual que entrou no ônibus dele e o desconcentrou na criação de uma nova letra de música, e aí chegamos a uma conclusão! Não estávamos preparados para levar a palavra de Deus para um homossexual. Como chegar? Como falar com ele? Bom, preconceito é algo que às vezes você acha que não tem, mas você pode ter, porém como cristãos não podemos nos submeter a um preconceito como esses. Tentamos pedir a Deus que nos preparasse quando fosse a hora certa.

Meu irmão chegou, e fomos andando para o lugar marcado, chegando lá pedimos nosso prato, nossos refrigerantes e começamos a escrever as letras, a gravar a música em um gravadorzinho. Em alguns momentos vinha uma homem travestido de mulher vendendo flores, passou em todas as mesas, menos na nossa, para alguns um alívio, para alguém com o Ide no coração, não! Então o Rodrigo, abaixou a cabeça discretamente e pediu que Deus enviasse alguém para ele transmitir a palavra de Deus. Outra pessoa que vendia adesivos, também passou em todas as mesas, mas, também, não passou na nossa. Aí o Rodrigo perguntou “Não é estranho que nenhum deles tenha passado aqui na nossa mesa?”, e todos nós concordamos. Começamos a falar de evangelização, e novamente, eu e Dnardo, falamos que talvez não poderíamos estar preparados para evangelizar um homossexual, então meu irmão em tom de brincadeira falou “Que tal começarmos a evangelizar agora?”, no mesmo momento tentei procurar alguém para poder abordar, e pensando como abordaria. Logo desisti, e falei “É ainda não!”, Rodrigo riu um pouco e continuamos nossa conversa. Então, não da forma que meu irmão pediu, não a pessoa que pedimos, mas aconteceu. Um homem vendendo bombons chegou perguntando quem tinha mais dinheiro para comprar seus bombons, após um pouco de descontração, ele sugeriu que eu levasse Dnardo e o Rodrigo a uma casa de massagem, vulgo “inferninho”, foi então que falamos que tínhamos dois compromissos, com nossas namoradas, e com Deus. O homem ficou surpreso em achar que três jovens eram “crentes”, e perguntou por quê? Perguntamos o nome dele, e então ele respondeu “Meu nome é Jô do Bombom, er….quero dizer ….é Jô, não, assim…é que…meu nome mesmo é João!”. Eh meus caros colegas, estávamos diante de um homem travestido de mulher! E o preconceito ficou nulo neste momento, pois Deus foi derramando seu amor! Começamos a falar de Deus, Jesus, falar que ele se importa com ele, e que não nos prendemos a rótulos, e sim ao que há de verdadeiro no coração da gente. Ficamos um bom tempo conversando, pregando, cumprindo o IDE, e aquele Ateu desacreditado, infeliz, com um enorme vazio por dentro foi se abrindo falando de seus horrores, enquanto era rebatido pela luz de Cristo, falava de suas decepções, enquanto era confortado pelo amor de Cristo, ele relutou a entender o que era o amor de Cristo, e no final, aceitou uma oração, e Deus tocou naquele coração, e ele se prontificou a este domingo ir à Igreja conosco! Deu seu telefone para ligarmos e combinarmos o melhor horário. Ele saiu mais leve, quase experimentou a leveza do amor de Cristo, mas chegou bem próximo. E mais uma vez, Deus escolheu a pessoa para receber a palavra dEle. Deus levou aquele homem até a nossa mesa, mesmo passando pela nossa cabeça o poder de escolher alguém para transmitir a palavra de salvação, este tipo de acepção não pode existir, mas uma vez Deus mostrou que não precisamos nos preparar, pois ele nos prepara, nos fortalece com a fé, e nos arma com a palavra.

Caros,

O fato de não precisar se preparar, somente cabe na condição de exceção. É claro que precisamos estudar a palavra, estar em sintonia com Deus, mas também não devemos deixar de fazer o IDE por isso, pois Deus é quem nos usa, e não o contrário.

Sentimos o chamado, e derramamos a palavra de Deus no João. Ele pode sentir o amor de Cristo saindo de nossos corações.

Cristo é maravilhoso, e o poder de Deus é incrível!!!!

Mas percebemos que alguns versículos não estavam totalmente gravados em nossas cabeças, o que quero dizer que se não fosse Deus, poderíamos ficar gaguejando sem saber o que fazer. Aí sim entra a preparação, é como um carro, às vezes pega de primeira, e às vezes você tem que dar o tranco, o tranco é entender o que está falando, sabendo as informações da bíblia e sua real intenção, em um determinado momento o carro pega e aí o Espírito de Deus entra em ação e pronto! Sai de Baixo!! rs

É isso aí, mais um post novo para essa galera linda de Deus !


Fonte: http://nastrilhasdoide.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Posts